Vida Mariana › 14/12/2013

Vida Mariana (Apresentação)

image002Vida Mariana é um estímulo para a formação espiritual do Congregado Mariano, nas suas Congregações Marianas e concorrerá para levantar o nível religioso-moral nos ambientes em que vivemos, fazendo de seus membros pessoas alegres, conhecedoras das verdades da fé e da piedade mariana. Estes resultados, porém, diz a experiência, não se consegue somente com a participação nas reuniões, mas sim da vontade interior de cada um querer ser um cristão autêntico. “Vida Mariana”, é assim, um método de aperfeiçoamento do Congregado Mariano. O valor de uma Congregação Mariana será o que o Assistente Eclesiástico a fizer. Na ausência deste os responsáveis pelo fortalecimento da Congregação Mariana será o Presidente e o Instrutor. A Congregação Mariana é uma Associação de Fiéis Leigos da Igreja Católica. Mas, as Associações não surgem, formam-se. “Vida Mariana”, fala do Congregado e da Congregação, em separado e os textos por muitas vezes se tornam repetitivos. Não faz mal: Napoleão costumava dizer que só acreditava numa figura de retórica: a repetição. Podemos ser da mesma opinião. Você verá ao longo de “Vida Mariana” que existem dois exageros, pois nem os Congregados são o que se diz, nem pode ser o que se exige. Mas não julgue os Congregados pelos poucos que você conhece. Diz o Papa João Paulo II, na Carta Apostólica No Início do Novo Milênio: “Antes de programarmos iniciativas concretas, é preciso promover uma espiritualidade de comunhão, ou seja: Ter o olhar do coração voltado para o mistério da Trindade. Espiritualidade de Comunhão significa também a capacidade de sentir o irmão de fé na unidade profunda do Corpo místico, isto é, como um que faz parte de mim, para saber partilhar suas alegrias e os seus sofrimentos. Espiritualidade de Comunhão é ainda a capacidade de ver antes de mais nada o que há de positivo no outro, para acolhê-lo e valorizá-lo como Dom de Deus. E, ainda Espiritualidade de Comunhão é saber criar espaço para o irmão, levando os fardos uns dos outros (Gl 6,2) e rejeitando as tentações egoístas que sempre nos insidiam e geram competição, arrivismo, suspeitas, ciúmes. Não haja ilusões! Sem essa caminhada espiritual, de pouco servirão os instrumentos exteriores da comunhão”. Uma vez que as CCMM não podem ser mudadas, só fica uma saída: que os congregados marianos se mudem, ou como todos esperamos, se mudem ficando. Precisamos iniciar no Brasil uma verdadeira “CRUZADA POR UM MARIANISMO MAIS ESCLARECIDO”, escolhendo somente pessoas que sejam capazes de se tornarem verdadeiros Congregados Marianos, formando mais seriamente nossos aspirantes e candidatos, de acordo com nossa Regra de Vida. Com as bênçãos de Nossa Senhora, esperamos que “Vida Mariana” venha a ser um bom instrumento de formação e instrução. Meu amigo, em vez de lamentar tantas deficiências reais que nos afligem, tome com amor e entusiasmo esta pobre ferramenta que lhe dispomos. Leia! Reflita! Assimile! E, antes de qualquer coisa, ponha em prática o que vamos aprender aqui para vivermos com certeza uma verdadeira “Vida Mariana”.

Adaptado da recomendação do Cardeal Dom Jaime Câmara e da Introdução do Padre Paulo de Souza,SJ do livro “Vida Mariana”. Adaptação elaborada por Eduardo Lopes Caridade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Atendimento VEJA +

Sede: Praça Dr.Benedito Meireles, n°13 - Apt. 53 - Aparecida - SP Filial para correspondências: Rua Visconde de Inhaúma, n°134 - Salas: 316/317. Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20091-007 contato através do telefone 21 2263-3506 ou e-mail: contato@cncmb.org.br

Publicações VEJA +
Enquete
Congregados Marianos, estão gostando da nova revista Estrela do Mar?
Ver o resultado