Vida Mariana a serviço da comunidade.

CCMM Aparecida 2006Chegamos em 2016, ano em que as Congregações comemoram 453 anos de fundação, desde aquele gesto do Pe. Jean Leunis, de reunir em associação, com um apostolado ativo, sob o patrocínio da Virgem Maria, onde ensinava aos jovens os princípios do Concílio de Trento.

Mas, neste 2016, ano dedicado a Misericórdia, o Papa Francisco nos convida a uma reflexão sobre as obras de misericórdia corporal e espiritual. Maneira de acordar a nossa consciência, muitas vezes adormecida perante o drama da pobreza. Momento ímpar para nossas Congregações Marianas, de aprofundarmos na Palavra de Deus, e desta Palavra tirarmos frutos ao nosso crescimento espiritual.

Sendo que, esta Palavra, na Plenitude do Tempos se faz Carne e habitou entre nós, mostrando o rosto misericordioso de Deus, mas o mundo o rejeitou, o crucificou, o matou! Mas, a Palavra que se fez Carne, ressuscitou e hoje é para nós o “Pão da Palavra”, a “Eucaristia”, alimento nosso, espiritual de cada dia. Ainda neste ano, teremos em agosto o XVII Congresso Eucarístico Nacional, com o tema: Eucaristia e partilha, na Amazônia missionária. Será que não é momento de nos aproximarmos de nossos irmãos do Norte para aprofundarmos e levarmos Vida Mariana a serviço naquelas comunidades?

Em 2016, está aí a “Laudato Si”, animando a Campanha da Fraternidade, com o tema: “Casa comum, nossa responsabilidade”. Também, a Jornada Mundial da Juventude, onde a juventude gostaria de dizer, nesta época de crise econômica: – partiu Cracóvia!

Após este passeio por alguns significativos acontecimentos no ano em curso, voltemos ao tema para estudo, que gostaria que fosse ampliado e debatido junto às Congregações Marianas.

Um tema que fala de “Vida Mariana a serviço da Comunidade”, me reporta, aos artigos publicados no site da Confederação Nacional, que podem ser verificados no endereço: http://cncmb.org.br/canal/vida-mariana. Trata-se de artigos, que podem e devem ser aprofundados junto aos congregados.

Em uma leitura atenta dos seis artigos publicados, onde, após uma apresentação, que serve de estímulo a formação do congregado, o tema “Vida Mariana”, é dividido em cinco partes, onde destacamos na primeira parte, o que é o congregado mariano; na segunda parte é apresentado o que nos anima a este serviço comunitário, ou seja, a devoção a Nossa Senhora; numa terceira parte nos é apresentado de onde provém este espírito de devoção na vida do congregado; na quarta parte, toca naquilo que é mais sublime ao congregado, a “consagração a Nossa Senhora”, e concluindo, destacamos as principais palavras de nossa consagração a Virgem Maria.

Para o congregado ter Vida Mariana, significa Primeirear, se envolver, acompanhar, frutificar e festejar, cinco verbos, que advém da Evangelii gaudium nº 24, onde o Papa Francisco aponta caminhos para a Igreja nos dias de hoje, com uma volta as fontes. A luz deste exemplo, sobremaneira, podemos com um olhar contemplativo, vislumbrar a pessoa de Maria, na vivência destes cinco verbos citados pelo Papa, procurando aplicar a nossa vida.

Maria, primeireou, ou seja, tomou a iniciativa, quando respondeu ao anjo com o seu “sim”. Pois a um Deus que se revela, nossa resposta não pode ser outra. Primeirear, foi a primeira atitude de Maria e nos ensina “humildade”, pois Maria nada mais tem, a não ser Deus e se coloca totalmente a serviço dessa Palavra criadora. Nos dizia Santo Agostinho: “concebeu primeiro em seu coração e depois em seu vente”. Aqui representa a fé da Igreja. Como está o nosso sim, aquele primeiro chamado que recebemos?

Maria, se envolveu, com o projeto do Reino, que é de Justiça, Amor e Paz. Se envolveu em Caná da Galiléia a ponto de interceder junto ao Filho: “Eles não têm mais vinho” (Jo 2,3). A nova Aliança, a passagem do Antigo para o Novo Testamento. Tempo de renascimento pela água e pelo Espírito (Jo 3,5). Todos estes acontecimentos se repetem quando nos envolvemos. Estamos em nossas vidas fazendo novas todas as coisas?

Maria, acompanhou Jesus até a morte de Cruz: “Eis o teu Filho… Eis a tua Mãe” (Jo 19,26-27), forma-se assim, ao pé da cruz, a primeira comunidade da Nova Aliança. Jesus envia seu Espírito a partir da cruz (Jo 19,30) sobre seu pequeno rebanho que é presidido por Maria. Nasce a Igreja. Apesar de juramos fidelidade por toda a vida, acompanhamos nossos projetos?

Maria frutificou, pois é chamada “Estrela da Evangelização”, evangelizadora da Igreja em vários sentidos e até hoje a Igreja aprende com Maria a ser Mãe, ao gerar os novos cristãos para a vida divina, vida advinda na água do Batismo. A missão evangelizadora de Maria, continua na Liturgia, na oração do Rosário, nos Santuários Marianos, na Libertação dos Povos. Maria frutifica nas Congregações Marianas, nestes 453 anos de história, animando novos congregados marianos à missão. Quais frutos já demos no serviço à Igreja?

Maria festeja, na glória de Deus, Assunta ao céu, como um grande sinal que apareceu no céu (Ap 13,1), vestida com o sol, tendo a lua sob os pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas (Ap 12,1). Maria festeja, ressuscitada com seu Filho e nos indica o caminho para a meta, a nós, os simples humanos que esperamos o resgate de nosso corpo, não por direito de nossa natureza, mas por pura graça. (Lumen gentium, 59). Que fiz?, que faço?, que farei para mais Amar e Servir?

Congregados para se ter uma Vida Mariana a serviço da comunidade, devemos em nossas orações de cada dia fazer como Maria: “pedir a graça a Deus nosso Senhor para que todas as minhas intenções, ações e operações sejam puramente ordenadas a serviço e louvor de sua divina Majestade” (EE46).

Congregados Marianos, aproveitem este tempo de graça, voltemos nosso olhar aos textos propostos de Vida Mariana e tenham em suas Congregações: Bons estudos, bons encontros, boas reflexões! E, festejemos com Maria!

Feliz Dia do Congregado Mariano!

Eduardo Lopes Caridade

Deixe uma resposta


Atendimento VEJA +

Sede: Praça Dr.Benedito Meireles, n°13 - Apt. 53 - Aparecida - SP Filial para correspondências: Rua Visconde de Inhaúma, n°134 - Salas: 316/317. Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20091-007 contato através do telefone 21 2263-3506 ou e-mail: contato@cncmb.org.br

Publicações VEJA +
Enquete
Congregados Marianos, estão gostando da nova revista Estrela do Mar?
Ver o resultado