Regras de Vida › 14/12/2013

Regra de Vida nº 14 – Parte 3

images“O sinal desta marca mariana é a Consagração a Nossa Senhora, ‘uma doação de si mesmo, realizada não por mera formalidade ou sentimento, mas expressão de uma intensidade de vida cristã e mariana, manifestação de uma vida interior pujante, que se desdobra em obras exteriores de sólida devoção, de culto, de caridade e de zelo’”.

A consagração a Nossa Senhora, conforma, une e consagra o congregado mariano a Jesus Cristo, pois só poderemos ser perfeitos se estivermos conformados, unidos e consagrados a Ele. O congregado se consagra a Nossa Senhora, que é pessoa humana como nós, pois de todas as criaturas Ela foi a mais perfeita.

O sinal desta “marca” mariana na vida do congregado, pode ser contemplada a luz desta oração de São Boaventura (†1274): “Minha querida Senhora e Salvadora, agirei com confiança e não temerei porque sois minha força e meu louvor no Senhor… Sou todo vosso, e tudo que tenho vos pertence; ó gloriosa Virgem, bendita sobre todas as coisas criadas, que eu vos ponha como uma ‘marca’ sobre meu coração, pois vossa dileção é forte como a morte!”. Segundo Boaventura, o congregado pode seguir com confiança e sem medo, pois em todas as suas ações, a Virgem Maria vai a frente, conduzindo seus passos. Ser todo de Maria, conforme o lema do Beato Papa João Paulo II (†2005): ‘Totus Tuus’, pois a estima de Maria é imensa perante cada um de seus filhos.

Podemos externar esta marca mariana da Consagração, através do uso do “distintivo”, que será um sinal, uma marca exterior que relembre ao congregado a sua consagração. Sinal que distingue na sociedade, que somos batizados e por isto, não temos parte com o pecado.

Através da Consagração a Nossa Senhora, o congregado tem um encontro pessoal com Jesus Cristo e daí nasce o discípulo, e do discípulo nasce o missionário. Em seguida, nasce um itinerário, um caminho a percorrer, em cujas etapas irão pouco a pouco amadurecendo o compromisso com o projeto de Jesus Cristo. E assim, vamos formando nosso projeto de vida. “Não fostes vós que me escolhestes; fui Eu que vos escolhi” (Jo 15,16).

Vamos, pois, congregados Seu Reino construir!

Eduardo L. Caridade

Fonte:
VV.AA, As Congregações Marianas no Brasil, 3ª Edição. São Paulo: Ed. Loyola, 1994;

MONFORT, S.L.M.G. Tratado da Verdadeira Devoção à Virgem Maria, nº 120, 216 e 238. Editora Vozes, 19º Edição, Petrópolis, 1992;

VV.AA, Documento nº 85 da CNBB nº 94. São Paulo: Ed. Paulinas, 2007.


Atendimento VEJA +

Sede: Praça Dr.Benedito Meireles, n°13 - Apt. 53 - Aparecida - SP Filial para correspondências: Rua Visconde de Inhaúma, n°134 - Salas: 316/317. Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20091-007 contato através do telefone 21 2263-3506 ou e-mail: contato@cncmb.org.br

Publicações VEJA +
Enquete
Você gostou das comemorações que ocorreram em todo o Brasil referente ao Dia Nacional do Congregado Mariano neste ano de 2019?