Mensagem do Presidente › 07/02/2013

O mais importante.

A Regra de Vida das Congregações Marianas nos pede para buscar a santidade. Como ser santo neste mundo atual?

PLUma pergunta, certamente a mais importante, é feita em relação ao que é essencial para o homem. Qual é ela? Porventura seria a respeito do dinheiro? Poucas pessoas não se preocupam com a questão; “Como ficarei rico?”. Entretanto, há muitos ricos que, desenganados pelos médicos, dariam toda a fortuna que têm em troca da saúde perdida. Com isso podemos observar que a saúde é mais importante que o dinheiro. Há outros que possuem dinheiro e saúde. Porém, a desarmonia no lar os torna infelizes. Portanto, felicidade é mais importante que dinheiro. Este não provê felicidade para ninguém, pois há ricos que, em desespero, se suicidam. Existe ainda o terceiro fator mais importante que, dinheiro. Certa vez, alguém disse que, entre o dinheiro e a inteligência, preferiria a última, pois tendo esta, ganharia aquele. Quem não conhece pelo menos uma pessoa que perdeu toda a sua fortuna e, por falta de inteligência, não pôde reconquistá-la? Quem não conhece alguém que, perdendo seus haveres, logo os recuperou, graças à inteligência? Por esses exemplos, veremos que na vida do homem há muitas coisas que, em importância, superam o dinheiro. Que tal conquistar as quatro coisas conjuntamente? Parece que este é ideal a ser alcançado. Entretanto não é. Existe algo infinitamente mais importante, sem o qual nada vale a saúde, o amor no lar, a inteligência, o  dinheiro e tudo quanto o homem possui. Disse Jesus uma vez: “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma?” (Mt 16,26). Veja prezado irmão: possuir muitos bens e outras coisas mais, e não ter a vida eterna, equivale a não possuir nada. Dar preferência a qualquer empreendimento terreno e deixar  a vida  eterna em segundo plano é o mesmo que preferir a palha em lugar do trigo. Para o homem, o bem mais importante é a vida eterna. Todas as outras coisas são secundarias. Todo aquele que se entrega aos prazeres terrenos, em busca de riquezas deste mundo, ou a qualquer outro empreendimento secular, em vez de buscar em primeiro lugar a vida eterna, está desperdiçando os preciosos momentos da vida. Um dia, verá que a existência foi inútil, pois não aproveitou o privilégio ao seu alcance. Fez tudo, mas deixou de fazer o essencial. Não adquiriu a vida eterna. Não buscou a santidade. ”Pois eu sou o Senhor, vosso Deus. Vós vos santificarei e sereis santos, porque eu sou santo”. (Lv 11,44) – “A exemplo da santidade daquele que vos chamou, sede também vós santos em todas as vossas ações, pois está escrito: Sede Santos, porque eu sou santo”. (1Pd 1,15-16). Salve Maria! Paulo Lucio Alves Presidente da Confederação Nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Atendimento VEJA +

Sede: Praça Dr.Benedito Meireles, n°13 - Apt. 53 - Aparecida - SP Filial para correspondências: Rua Visconde de Inhaúma, n°134 - Salas: 316/317. Centro - Rio de Janeiro - RJ CEP: 20091-007 contato através do telefone 21 2263-3506 ou e-mail: contato@cncmb.org.br

Publicações VEJA +
Enquete
Congregados Marianos, estão gostando da nova revista Estrela do Mar?
Ver o resultado